Ajuda urgente! Lar temporáreo ou adoção

Amigos, vocês sabem que somos um projeto cujo foco são os felinos. Porém, semana passada nos deparamos com um fato muito triste que nos comoveu a todos e para o qual não podemos dar as costas. Mas precisamos de ajuda!

O Pit é um mestiço de Pitbull já adulto, que foi encontrado no parque, desolado, procurando pelo dono. Ele foi recolhido por guardas e levado a um lugar improvisado, ali mesmo, na espera de que o dono aparecesse. Mas o dono não deu as caras. Ou seja, foi abandono… descarte mesmo, sem dó :(.

O que eu fiz de errado? :(

O que eu fiz de errado? 😦

O problema é que Pit está muito triste e deprimido desde então. Passa os dias ali, cabisbaixo, pedindo ajuda. É de partir o coração pois ele não entende o que houve, o que fez de errado para estar ali, naquele cantinho improvisado e desconhecido. Quando alguém o leva para dar uma volta, ele fica olhando ao redor, cheira as pessoas, na torcida de que seu ex-dono apareça.

Cadê meu papai?

Cadê meu papai?

O fato é que Pit não pode continuar ali. Por isso, estamos desesperados em busca de uma alternativa para ele. Sabemos do preconceito das pessoas com animais adultos, e ainda maior com a raça Pitbull. Mas Pit é um fofo. Tudo o que tem de grande, tem de dócil e carente. É bonzinho, comportado, resignado.

**PIT PRECISA SER RETIRADO COM URGÊNCIA DO LOCAL ONDE SE ENCONTRA** Ele está em SP. Vamos achar um lar amoroso para ele? Alguém pode oferecer LT até que isso aconteça? Contato: nelsonnovaes@uol.com.br

Anúncios

Obrigado, amigos!

Obrigada por tudo, tios =^..^=
Janeiro ainda não acabou, né? Então, ainda dá tempo de agradecer todos aqueles que nos apoiaram em 2013, que ajudaram a compartilhar nossos posts e pedidos de adoção, que doaram para nos ajudar com a alimentação e gastos veterinários, enfim, que confiaram no nosso trabalho no ano passado.
Em nome dos gatos do parque atendidos pelo projeto, desejamos que 2014 seja de muita transformação, luz e inúmeras bençãos! Esperamos contar com vocês por mais um ano.
Voluntários do Bicho no Parque

Floquinho, agora Anjo, na casa nova

Anjo lindo!

Anjo lindo!

“Oi gente, lembram de mim? Passei aqui pra contar que graças à ajuda de todos vocês que compartilharam a minha histórinha, eu consegui uma casinha. Estou muito feliz! Agora eu me chamo Anjo e moro no Espaço Holístico Cátia Mellão. É uma casa dos sonhos, tranquila, com espaço e um jardim super legal! E claro, sem nenhum acesso às ruas. Aqui eu corro, brinco, cheiro as plantinhas no jardim, enfim, posso ser um gatinho alegre e feliz. Mas sabem do melhor? Aqui eu sou paparicado por todos os clientes da mamãe, não é o máximo? Tudo muito zen…

Namastê,

Anjo  =^..^=”

Não é tudo de bom aqui?

Muito obrigado a todos vocês que nos seguem, compartilham nossas histórias, ajudam com doações, compram nossas rifas…. pois vocÊs nos ajudam a tornar real histórias como a do Anjo!


Floquinho precisa de uma família – ADOTADO!

Meu olhar 43

Meu olhar 43

“A tia disse pra eu vir aqui me apresentar que assim quem sabe alguém não ia querer me adotar. Como eu sou um rapaz educado, eu vou antes desejar um feliz ano novo pra todo mundo!

Eu sou o Floquinho, um gatinho adolescente ainda, de no máximo 10 meses que foi abandonado no parque. As tias me encontraram e quando foram ver, eu já estava até castradinho, ou seja, tive uma casinha um dia. Sei lá o que aconteceu, talvez meus donos tenham ido viajar e preferiram me deixar à própria sorte. Mas isso já ficou no ano passado, agora é um ano novo e eu pedi pro Papai Noel que em 2014 ele me desse uma família que me amasse muito, cuidasse com muito carinho de mim e nunca me abandonasse, nem quando eu ficar velhinho.

fazendo cara de sapeca

fazendo cara de sapeca

E em troca, eu prometi que vou pra sempre ser um bom menino, trazer muita alegria pra sua vida e encher seus dias de sapequice, hihihi. Eu sei que nas férias pouca gente está pensando em aumentar a família, mas quem sabe eu não tiro a sorte grande, né?

Ah, além de lindíssimo e modesto, eu também sou suuuper carinhoso, gosto de seguir as pessoas e ronrono sem parar quando ganho carinho. E como toda criança sudável, A-M-O brincar, correr, pular… e ainda fazer todas as travessuras que gatinhos filhotes fazem.

Pra me adotar, é super fácil, é só escrever para tia Mayena por email: mayena@bol.com.br.

Mesmo que você não possa me adotar, você promete que fala de mim pros seus amigos e compartilha a minha história no Facebook? Eu quero muito uma família que eu possa chamar de minha, sabe?

Brigada, tios. Um lambeijão pra vocês.

Ass. Floquinho  =^..^=

=====

A época de festas é cruel pra quem atua na proteção animal. Os abandonos aumentam, inclusive de mamães prenhas, todos deixados pra traz quando a família parte em férias. Floquinho foi assim: antes mesmo de completar 1 ano, foi abandonado, sinal de que os adotantes não pensaram 1 minuto sequer no fato de que o gatinho não passaria meses, mas anos com a família. Isso não é raro, infelizmente. As pessoas vêem a foto de um filhote, e filhotes são sempre lindos, e isso basta pra decidir sobre uma vidinha por impulso, sem pensar nas consequências com responsabilidade.

Antes de adotar, é preciso lembrar que o novo membro da família pode viver cerca de 15 anos ou mais, período em que podem ocorrer mudanças importantes na vida dos membros da familia, viagens de férias ou de país. O gatinho vai crescer, vai precisar visitar o veterinário, pode ficar doente e um dia vai ficar velhinho, precisando de mais cuidados. Adotar é um ato de amor, é abrir o coração e a família de forma plena, e ser responsável pelo bichinho aconteça o que acontecer, enquanto ele viver.

Pra quem refletiu e decidiu aumentar a família, é também, seguramente, a certeza de que sua vida vai ter mais momentos de alegria, de que você vai sorrir mais e seus olhos vão brilhar com mais frequência :D. Animais nos ensinam muitas coisas, incluindo o verdadeiro sentido do amor. Floquinho busca uma família assim. Ele tem 10 meses, está castrado e vermifugado em SP.

Para adotá-lo, escreva para mayena@bol.com.br.

Meu close artístico

Meu close artístico


Tiziu precisa muito de uma família ou lar temporáreo

Image

“Oi gente, tudo bom? Eu me chamo Tiziu e vim aqui contar a minha história e pedir a ajuda de todos vocês. Eu sou um pretolino sempre alegre e dócil. Eu tinha uma mamãe querida que cuidou de mim e me deu muito carinho durante 12 anos. Eu amava ela, e ela a mim. Mas papai do céu chamou ela pra ficar perto dele, e ela teve que me deixar pra ir pro céu. Eu não queria isso, mas me explicaram que a vida é assim e que quando chega a hora, não tem o que fazer.

Mamãe era sozinha e então, quando ela faleceu, eu fiquei sozinho, sem casa nem nada. Por sorte, uma amiga da mamãe pôde me acolher e eu não fui despachado pra rua. Acontece que esta tia tem um cachorro muito grande e bravo, que odeia gatinhos. Pra poder me acolher, ela precisou me colocar num banheirinho.

Eu estou abrigado, mas não quero passar o fim da minha vida trancado num banheiro. Aqui eu não vejo a luz do dia, não posso tomar meu solzinho matinal, não vejo as árvores, os passaros e também não posso correr ou perseguir borboletas e mosquinhas 😦 Fora que corro risco com este monstro deste peludão que me odeia.

Image

Os tios do Bicho no Parque souberam de mim e estão tentando achar alguém que goste de gatinhos e tope me adotar ou tenha um cantinho para me oferecer um lar temporáreo, porque onde eu estou não está legal.

Eles têm certeza que existe alguém especial, que não tenha preconceito e seja capaz de enxergar o gatinho lindo que eu sou além da minha idade e roupinha preta. Apesar de idoso, eu sou cheio de vida, tenho muita alegria e carinho pra oferecer. Não tem um cantinho pra mim na sua casa?

Lambeijinhos, Tiziu =^..^= “

Se alguém tiver interesse em adotá-lo ou puder dar lar temporário, por favor, escreva para a Liliana: lilianasaruman@hotmail.com


Finais felizes

Quem se lembra do Tonico, pretinho fofo de tudo que foi divulgado para adoção? Pois ele foi adotado! E a notícia é ainda mais feliz porque ele foi uma adoção conjunta, com outra gatinha do parque, que nem chegamos a contar.

Tonico, um dengo!

Tonico, relembrando..

Esta gatinha é rajada, e havia sido abandonada no parque em dezembro, com mãe e irmão. A mãe, muito assustada e desconfiada, ensinou os filhos a viverem a salvo, escondidos. E então, quase nunca eram vistos, e nunca se deixavam capturar para castrar, Foi assim até março de 2013, quando enfim conseguimos pegar a gatinha rajada. Ela foi castrada e devolvida ao parque, já que não tinha perfil para adoção. Porém, uma semana depois ela ficou gripada e foi novamente capturada para tratamento. E na casa da tia, ela simplesmente se derreteu! A gatinha se mostrou um doce, carinhosa e carente…

Na mesma casa da tia estava o Tinoco. Quando a rajadinha sarou, saiu do banheirinho e foi para onde estava o Tinoco. Eles ficaram amigos, mas não esperávamos que fossem adotados juntos. Mas foi o que aconteceu, pra nossa imensa felicidade! A rajada se assusta com falicidade ainda, com qualquer barulhinho estranho. Então, nada como um amiguinho pra fazê-la ganhar confiança rapidinho.

Na nova casa, eles têm um amigo canino.

 

Tinico e seu mais novo amigo

Tonico e seu mais novo amigo

Tinico e sua amiguinha Rajada

Tinico e sua amiguinha Rajada, adoção conjunta dos sonhos!

Tinico e seu fiel escudeiro ;)

Tinico e seu fiel escudeiro 😉

Agradecemos de coração a esta família, que se abriu para receber estes novos integrantes!


Já estou para adoção

Fazendo dengo

Fazendo dengo

“Oi gente, vocês se lembram de mim? A tia me achou no parque tão pequeno que eu nem sabia comer sozinho e elas nem conseguiam saber se eu era menina ou menino. Mas o tempo passou, eu cresci, e lá na casa da tia Aline eu aprendi tudo: comer sozinho, fazer pipi e cocô na caixinha de areia, fazer dengo, brincar e tudo o mais que um gatinho precisa saber para ser irresistível. E como eu aprendi isso tudo com a tia Aline, eu adoro gente, sou super carinhoso!

Tia, para com este flash!

Tia, para com este flash!

Eu tive muita sorte que a tia do Bicho no Parque me achou porque eu não ia conseguir sobreviver por muito tempo sozinho. Mas agora que eu cresci, está na hora de encontrar a minha família de verdade, que vai cuidar de mim pra sempre. Este é o meu sonho! A tia Aline é minha segunda mamãe, mas ela não pode ficar comigo pra sempre porque ela já cuida dos gatinhos dela. Você não quer me adotar? Não sabe de alguém que queira um gatinho? Por favor, ajude as tias a encontrarem uma família de margarina pra mim. Eu prometo tornar os dias de quem me adotar muito mais alegres!

Rajadinho =^..^=”

=====

Rajadinho será castrado em breve. É um pacotinho de alegria!

Contato para adoção (em SP): aline@forsthofer.com.br