Notícias do Leão (Lion) e da Marie

Este slideshow necessita de JavaScript.

Quem acompanhou os casos do Lion e da Marie sabe que são histórias comoventes e inesquecíveis, não é mesmo? Como não se lembrar do pequeno “guerreiro” que foi resgatado e submetido às pressas à uma cirurgia? E a Marie, encontrada à beira da morte, um caso grave de desnutrição e, pra piorar, com um quadro de lipidose hepática difícil de reverter?

No caso do Lion, seria necessária uma segunda cirurgia, no fêmur, quando ele fosse maiorzinho. Por isso, tivemos que optar entre esperar a realização da segunda operação e ver suas chances de ganhar uma família reduzidas, pois ele já seria um adolescente até lá, ou buscar alguém especial que topasse adotá-lo sabendo que ele faria uma nova cirurgia. Optamos pela segunda alternativa, apareceu a Patrícia, o Lion virou Leão e ganhou 3 irmãos-bigodes.

Mas isso vocês já sabiam, não é mesmo? O que vocês não sabem ainda, é que o Leão já fez a segunda cirurgia, para correção da cabeça do fêmur, já teve alta e passa super bem com sua família! Vejam as lindas fotos que recebemos, pra matar as saudades o pequeno!

Quanto à nossa fofolete Marie, depois de longos meses de tratamento com medicamentos e uma terapia intensiva de amor e carinho no lar temporáreo da tia Rê, a Marie teve alta, já com um adotante interessado! Um amigo da veterinária que tratou dela se encantou pela fofucha e pediu para que a reservássemos até que ele acertasse uns detalhes para poder recebê-la em casa. Marie segue para sua nova e definitiva casa nos próximos dias!

As histórias da Marie e do Leão são de tirar o fôlego! Queremos agradecer a todos vocês que nos ajudaram nestes dois casos, pois só conseguimos ajudar os gatinhos quando vocês nos ajudam!

Caso desejem continuar ajudando o Bicho no Parque, nossa conta corrente segue abaixo. Além dos cuidados veterinários, o valor que recebemos é usado para alimentar diariamente os 140 gatos que vivem no parque:

Bco Itaú, agência 3170, conta-corrente 03203-5 – Renata Lopes Del Nero

Não se esqueça de enviar um e-mail para renatadelnero@gmail.com confirmando sua transferência para que possamos identificá-la.

Anúncios

Veterinários de plantão

Leona é uma gata linda, com juba, toda posuda, uma rainha. É mansa, mas já se aproxima com presença, deixando claro quem é que manda ali. Leona apareceu um dia destes com um machucado perto da cauda. Um furinho que achamos ser berne, mas não tinha nada dentro.

Nem sempre a gente opta, de imediato, por uma ida ao veterinário devido ao stress que isso pode causar. Decidimos pelo bom e velho merthiolate que cada voluntário aplicaria em sua ronda no parque. Acontece que passada uma semana de tratamento “caseiro”, o furinho estava lá, igual… Foi então que a pegamos para uma visita ao vet, que aplicou convênia e receitou um tratamento com pomada que fazemos no parque mesmo.

Leona em dois dias já estava praticamente boa do seu ferimento. Mas a veterinária constatou que seus dentes estão péssimos: coroas quebradas, inflamação nas gengivas e deve estar causando bastante dor na pobre. A intervenção está agendada e será realizada dentro de alguns dias.

 


Seu amiguinho também pode salvar vidas

Este slideshow necessita de JavaScript.

Você tem um gatinho ou cãozinho de estimação? Sabia que ele pode ajudar a salvar a vida de outros gatinhos e cãezinhos?

Pouca gente sabe, mas os bichinhos de estimação também podem ser doadores de sangue. A transfusão de sangue pode ser necessária em cirurgias complicadas, casos de envenenamento, atropelamentos, câncer ou doença do carrapato. Para estes casos, existe um banco de sangue que, por falta de informação, vive com estoque muito baixo. Para um animal que precisa de sangue, a falta de estoque pode ser fatal.

Por isso, se você ama seu bichinho, pense nas vidas que ele pode salvar doando um pouquinho de sangue! Para ser doador, são feitos exames preliminares para constatar a saúde do animal e garantir que não há riscos nem para o doador, nem para o receptor.

No caso dos cães, é necessário ter mais de 25 quilos, idade entre um a oito anos, estarem vacinados, vermifugados, nunca terem tido a doença do carrapato, serem dóceis e estarem clinicamente bem.

No caso dos gatos, é preciso pesar mais de quatro quilos, possuirem entre um e dez anos, estarem vacinados, vermifugados e serem negativos para aids felina e leucemia.

As doações podem ser feitas no Hemovet (11 6918-8050), USP (11 3091-7944) ou na Universidade Anhembi Morumbi (11 6090-4693).


Marie, mais um caso de superação

Este slideshow necessita de JavaScript.

No sábado, dia 2 de junho, já estava tudo programado: Pirata, um gatinho caolho do parque, seria levado ao vet pois seu único olhinho parecia estar ruim. Pirata deu um baile e não se deixou capturar de jeito nenhum. Em contrapartida, recebemos o aviso de uma gatinha que havia aparecido há 40 minutos, miando muito e seguindo as pessoas.

Quando a encontramos, deu dó de ver.. a pobrezinha estava pele e osso! De tão magrinha, dava pra contar todos os ossinhos… Devorou a ração ali mesmo e foi levada no colo, quietinha, até o carro. Levada às pressas ao veterinário, foi diagnosticada com desnutrição grave, desidratação, icterícia e piolhos. Comeu A/D sem parar, e foi levada para a casa de uma outra voluntária para se recuperar.

Marie (como foi chamada pela filha de um voluntário que se inspirou no desenho Aristogatas) parecia ser um caso simples, mas o problema era maior do que parecia. Ela se recusava a comer sozinha e, após investigação, foi constatada lipidose hepática, possivelmente causada por privação de comida. Para quem não conhece esta doença, trata-se de excesso de gordura no fígado, causada quando o animal fica muito tempo sem comer. É um quadro difícil de reverter e, por isso, muito grave.

Foram dias e mais dias de muita dedicação e carinho, tentando fazê-la retomar o gosto pela comida, com os sachês mais saborosos e comidinhas ultra apetitosas, dando na boca com o maior cuidado para não causar aversão, o que poderia piorar o caso…. Eis que um belo dia, Marie comeu sozinha, bebeu água sozinha e fez uma sessão de carinho e fofurice de mais de uma hora, com direito a escalada de perna e muito colo! E desde então, a pequena só melhora, dia após dia 🙂

Marie é uma das gatinhas mais lindas e carinhosas que já vimos. Apesar de tudo pelo que passou, ela não perdeu a meiguice, o dengo, a pose… Basta você chegar perto que ela se aninha no seu colo, por horas, ronronando sem parar. Ela sabe pedir e retribuir carinho como ninguém mais. E se você resolve sair, ela faz dengo, mia, te chama. É a coisa mais irresistível deste mundo… E tem recompensa melhor do que esta?

Suas despesas até agora somam R$ 675,00 (R$ 340,00 de exames e outros R$ 335,00 de remédios). Portanto, se você puder contribuir na recuperação desta fofura, ficamos super agradecidos!

Marie está na reta final de sua recuperação e logo estará disponível para adoção.

Dados para contribuir:

Bco Itaú, agência 3170, conta-corrente 03203-5 – Renata Lopes Del Nero

Por favor enviem um e-mail para renatadelnero@gmail.com confirmando sua transferência para que possamos identificá-la.


Pequeno guerreiro precisa de ajuda

Este slideshow necessita de JavaScript.

** Atualização: Lion foi adotado pela Patrícia, no dia 02/06/2012. Mas ele ainda precisa realizar uma nova cirurgia em cerca de 1,5 mês e o Bicho no Parque precisará arcar com seus custos. Por isso, ainda precisamos de ajuda, qualquer valor ajuda muito!

Domingo levamos um susto no parque. Uma voluntária encontrou, durante sua ronda, um “leãozinho” amarelo  pouco maior que uma mão, muito fraco, pele e osso, com uma bola gigante na barriga. Provavelmente foi deixado ali à própria sorte por conta desta bola, e certamente não resistiria.

Corremos com o filhote diretamente para uma clínica veterinária. O pequeno Lion foi diagnosticado com uma hérnia inguinal que, de tão grande, já estava comprometendo o funcionamento de seu intestino. Por isso, apesar de seu estado frágil, o filhote teria que ser operado rapidamente.

A cirurgia foi agendada para o dia seguinte. De noite, na casa de uma voluntária, o pequeno Lion mostrou que sabia ronronar de gratidão por ter sido acolhido, e que iria lutar até o fim… Parecia que ele sabia que seu passado de fome e abandono tinha acabado, e que uma nova vida o esperava dali em diante! Mas nós não sabíamos se ele resistiria, de tão pequeno e fraco.

Lion foi operado e sua hérnia foi suturada com sucesso, em uma cirurgia complicada, realizada pelos Drs Veterinários Carlos e Renato Flaquer Rocha. Nós, de longe, passamos o dia torcendo para nosso leãozinho aguentar firme! No final da tarde, recebemos com muita alegria a notícia de que Lion estava bem. 🙂

Lion se recupera no lar temporário. Ele é pequeno, já sofreu muito, mas é um verdadeiro guerreiro, lindo de morrer, ronronento e super carinhoso.

Estamos fazendo tudo o que podemos para dar-lhe um futuro feliz. Mas o Bicho no Parque não possui reservas para casos delicados que envolvem cirúrgia, e os gastos com o Lion estão em R$ 770,00 (já com todos os descontos que a clínica gentilmente nos ofereceu). 

Se você puder nos ajudar com qualquer quantia, Lion agradece de coração! E nós também.

Dados para depósito:

Bco Itaú, agência 3170, conta-corrente 03203-5 – Renata Lopes Del Nero

Por favor enviem um e-mail para renatadelnero@gmail.com confirmando sua transferência para que possamos identificá-la.

Lion estará disponível para adoção em breve.


SOS Vet: campanha em prol da adoção da Genoveva

Genoveva antes da operação.

O ano começou difícil para a Genoveva. Recentemente, a gatinha apresentou problema no olhinho direito e, embora tenhamos feito tudo para tentar curá-la, ela perdeu a visão dessa vista. Ficamos tristes, pois ela teve que passar por uma cirugia para retirada do olho e ainda teve que extrair alguns dentinhos, pobrezinha. Ela ficou hospitalizada para evitar uma infecção mais grave, melhorar seu quadro clínico e fazer exames.

Apesar disso, ela está bem melhor agora e se recupera na casa da Aline Forsthofer: “A Genoveva está melhorando rápido e já aceita carinho na barriga, uma fofa. Tenho a sensação de que a dor e o medo estão acabando, o que a deixa mais tranquila e carinhosa”, relata a voluntária.

Ajude-nos a divulgar este caso!

Depois de passar por tudo isso em 2012, a Genoveva merece muito ser adotada. Divulgue o caso para seus amigos – quem sabe alguém se interessa em adotar a frajolinha, assim ela não precisará voltar a viver no parque.

Você também pode ajudar a Genoveva doando qualquer valor para custear as despesas dela no hospital veterinário (veja recibos abaixo). Escreva para a gente!

"A Genoveva está melhorando rápido e já aceita carinho na barriga, uma fofa", relata a voluntária.

Últimas Notícias

Neste domingo (15), a Aline mandou informações que a Genoveva está bem melhor, sem dor, com boa cicatrização e está sendo muito paparicada.

A cicatrização está correndo bem, graças a Deus.

Além dos cuidados vet, Genoveva recebe muito carinho.

Fofa: olha como ela gosta de um afago na barriguinha...

Check-up


SOS Vet: Sir William Câmara Machado em tratamento

Sir William bastante fragilizado no primeiro dia de internação é atendido pela Dra Graziele Massae.

Nenhum outro gato de nosso projeto tem nome mais pomposo do que o Sir William Câmara Machado, um gatão frajola fofíssimo, cheio de porte e performances. Há algumas semanas, as voluntárias do Bicho no Parque perceberam que ele andava com os olhos inflamados e espirrando.

“Ontem eu resgatei o Sir. William que estava há mais de uma semana com a rotina alterada. Quando ele aparecia, não comia direito e apresentava uma secreção amarela nos olhos. Eu o tirei do parque porque sua respiração estava ruim, tossia muito, havia emagrecido visivelmente e estava com muita secreção no olho esquerdo que estava quase fechado. Fiquei super preocupada e o levei para o Hospital. O diagnóstico foi pneumonia secundária com quadro de desidratação, além do diagnóstico de úlcera na córnea esquerda”, relatou a super-voluntária Aline Forsthofer.

“Diante disso, ele ficou internado para tratar o problema do complexo respiratório felino (tomando amoxicilina com ácido clavulanico e soro+vitamina), que se mostrava bem mais grave que o olho (que recebeu apenas uma limpeza e colírio)”, complementou.

Dias depois, Sir William retorna ao veterinário: a secreção já não estava tão amarela como antes e o quadro de pneumonia secundária estava melhorando com o uso de antibiótico.

Desde então, nosso querido Sir William vem sendo medicado e está em recuperação na casa da Aline até ficar forte para voltar ao parque e viver com sua turminha.

"Estou recebendo todos os cuidados e muito amor. Obrigado, Bicho no Parque!"

Enquanto se recupera, Sir William observa a vida lá fora. Estamos na maior torcida para que fique bom logo!

Ajude!

>> Como você pode perceber lendo nosso blog, além das despesas com alimentação, arcamos com despesas de tratamentos veterinários de diversos animais atendidos pelo Bicho no Parque. Mesmo tendo custos subsidiados em algumas circunstâncias, ainda precisamos desembolsar quantias significativas. Se você quiser dar uma força para a gente fazendo uma doação de qualquer valor, entre em contato mandando um comentário via blog. Nós agradecemos muito!